Seleção fecha acordo e hexa valerá mais de R$ 40 milhões a elenco.

Rússia bate Egito com Salah em campo e fica próxima da classificação
Segunda Turma do STF confirma para a próxima terça-feira julgamento de pedido de liberdade de Lula

Seleção fecha acordo e hexa valerá mais de R$ 40 milhões a elenco.

Football Soccer - Brazil's national team training - World Cup 2018 Qualifiers - Independencia Stadium, Belo Horizonte, Brazil - 7/11/16 - Brazil's head coach Tite talks with his players as they attend a training session. REUTERS/Ricardo Moraes

A CBF já definiu a premiação a ser paga aos jogadores da seleção brasileira em
caso de conquista do hexacampeonato mundial. Após acordo entre diretoria e
comissão técnica dias antes da estreia, ficou resolvido que vencer a Copa do
Mundo renderá US$ 500 mil (R$ 1,87 milhão) para cada um dos 23 convocados,
totalizando um valor de R$ 43,1 milhões em premiação ao grupo de atletas pelo
sonhado título. O técnico Tite tem direito a valor semelhante em caso de vitória
em uma possível final.

Em dólares, o valor é o mesmo daquele combinado em 2014. Com a cotação
atual da moeda, no entanto, supera em quase R$ 700 mil o “bicho” estipulado
para o Mundial do Brasil. Em 2002, o penta rendeu US$ 150 mil para cada
campeão. Em 1994, o tetra valeu US$ 40 mil por jogador. A premiação do
restante de comissão técnica e estafe será diferente, com um valor inferior ao do
grupo de jogadores. A seleção pagou uma quantia pela convocação de cada
nome e estipulou uma outra cota em caso de ida à decisão da Copa.

Após a publicação do texto, a CBF emitiu nota a respeito: “O Portal UOL erra
nas informações que compõem a nota “Hexa valerá R$ 43 Mi”. O valor de
premiação informado é equivocado e infundado, assim como a afirmação de
que houve desembolso de uma primeira parcela correspondente ao prêmio pela
convocação para a Copa do Mundo. O UOL mantém as informações
publicadas. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques,
Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)