Operação da polícia prende ex-prefeito e vereador de Buenos Aires

Após nadarem 16 horas à deriva, náufragos contam o que aconteceu
Duas adolescentes desaparecem e polícia suspeita de sequestro

Operação da polícia prende ex-prefeito e vereador de Buenos Aires

Foram presos, na manhã desta sexta-feira (27), o ex-prefeito e um vereador da cidade de Buenos
Aires, na Zona da Mata norte de Pernambuco, durante a operação Samidarish, deflagrada pela
Polícia Civil em parceria com o Ministério Público e Controladoria Geral da União (CGU).

Gislan de Almeida Alencar, que foi prefeito entre 2012 e 2016, e o vereador Flávio José Barbosa de
Melo (PSBD) foram presos acusados de organização criminosa, lavagem de dinheiro e fraudes em
licitação. De acordo com a Polícia Civil, o rombo causado aos cofres de Buenos Aires chega a R$
12 milhões.

Os crimes aconteciam nas secretarias de educação, infraestrutura e assistência social. Ainda de
acordo com a polícia, o vereador Flávio José Barbosa de Melo, conhecido como Flávio de Deda,
tem um restaurante no bairro do Pina, zona sul do Recife, que servia como empresa de fachada
para encobrir os desvios de dinheiro público

A operação

Ao todo, foram cumpridos na operação Samidarish 14 mandados de busca e apreensão, 11
mandados de condução coercitiva e 9 de prisão temporária. Pelo menos 7 empresários envolvidos
no esquema que desviava dinheiro da cidade de Buenos Aires, na Mata Norte, tiveram prisão
preventiva decretada.

Todos foram levados para o Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Depatri), no bairro de
Afogados, zona oeste do Recife. Entre os mandados de condução coercitiva, um foi cumprido
contra Ana Carolina Maranhão, foi que foi vice-prefeita de Buenos Aires