Marília Arraes deve ser confirmada candidata do PT ao governo de Pernambuco

Família foi vitima de tentativa de sequestro em Ponte dos Carvalhos
Pernambuco é o sexto estado com maior taxa de homicídios do Brasil

Marília Arraes deve ser confirmada candidata do PT ao governo de Pernambuco

O Blog da Noelia Brito apurou que a vereadora Marília Arraes já contaria com pelo menos 55% dos votos dos 300 delegados que decidirão no próximo dia 10 de junho (domingo) se o Partido dos Trabalhadores terá candidatura própria em vez de apoiar a reeleição do governador Paulo Câmara e quem será o candidato, já que além de Marília Arraes, o deputado estadual Odacy Amorim e o militante José de Oliveira também se inscreveram como postulantes a encabeçar a chapa petista.
O Blog também apurou que durante a reunião havida hoje de Paulo Câmara com a presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, a petista informou a Câmara que em virtude do quadro estaria constrangida em não manter Marília Arraes candidata. Além de contar com o apoio maciço da base petista, Marília Arraes já aparece em primeiro lugar nas pesquisas de opinião chegando a pontuar cima dos 50% quando aparece como candidata do ex-presidente Lula, o que lhe garantiria vitória no primeiro turno.
De acordo com nossas fontes, Paulo Câmara teria respondido a Gleisi Hofmann que diante da negativa do PT em intervir em Pernambuco para obrigar o Partido a apoiá-lo, ele também estaria constrangido em manter acordos em Estados como Minas Gerais, onde o ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda é pré-candidato ao governo pelo PSB. Entretanto, o próprio Lacerda afirmou, hoje, ao jornal Valor Econômico, após celebrar alianças com o PDT e o PROS em apoio a sua candidatura que as notícias dando conta de alianças entre o PT e o PSB em Minas e Pernambuco não passavam de “boatos”.
Além de não ter como garantir o apoio do PSB à reeleição de Fernando Pimentel em Minas Gerais, Paulo Câmara não tem como assegurar a Humberto Costa uma vaga na sua chapa majoritária, pois tanto o PP de Eduardo da Fonte quanto o PDT de Wolney e José Queiroz já anunciaram que não abrem mão de vagas na majoritária. Se uma das vagas ao Senado já está garantida a Jarbas Vasconcelos não há como fechar essa equação.