Inglaterra vence semifinal e elimina o Brasil do Mundial sub-17

Menino de 9 anos morre eletrocutado em São José da Coroa Grande
Agência de publicidade compara mamografia a nude e causa revolta na web

Inglaterra vence semifinal e elimina o Brasil do Mundial sub-17

A seleção brasileira parou na Inglaterra na semifinal do Mundial sub-17. A equipe comandada pelo
técnico Carlos Amadeu lutou, mas foi dominada pelos britânicos e perdeu 3 a 1, com direito a hattrick
de Brewster. Com o resultado, a equipe que representa a terra da rainha vai para a decisão
do torneio.

Agora, a seleção inglesa encara o vencedor do duelo entre Mali e Espanha, que será realizado
ainda nesta quarta-feira, às 12h30 (de Brasília). Já o Brasil enfrenta o perdedor desse mesmo
confronto.

A grande final será realizada no próximo sábado, 28 de outubro, às 12h30 (de Brasília), também
em Calcutá, na Índia.
Defesa brasileira vacila e Inglaterra marca
Logo aos 10 minutos do primeiro tempo, a seleção inglesa assustou o Brasil ao balançar as redes.
A defesa do Brasil vacilou e Brewster, livre, recebeu cruzamento na área. Ele, então, finalizou e
Brazão espalmou, mas no rebote, o atacante mandou para o gol.

Reação do Brasil

Após sofrer o gol, a seleção brasileira partiu para cima e pressionou os adversários. Depois de
duas ótimas chances, o time comandado por Carlos Amadeu empatou o jogo. Aos 20 minutos da
etapa inicial, Paulinho tabelou com Wesley e chutou de fora da área. Anderson espalmou, mas o
jogador do Flamengo conseguiu mandar, em seguida, para o fundo das redes.

Jogo aberto

Com a partida empatada, o jogo ficou mais aberto e as duas seleções tiveram boas chances de
gol. Primeiro a Inglaterra, com Latibeaudiere com um cabeceio aos 28 minutos do primeiro tempo
e depois o Brasil, aos 29, com Brenner perdendo uma chance na cara do gol.

Seleção inglesa à frente. Brewster marca de novo
O Brasil diminuiu o ritmo de jogo e a Inglaterra se aproveitou. Aos 38 minutos do primeiro tempo,
Sessegnon recebeu pela direita, cruzou na área e Vitão cortou. Brewster ficou com a sobra e não
perdoou, fazendo o seu segundo gol na partida.

Segundo tempo equilibrado

O início da etapa complementar da partida foi equilibrado, com as duas equipes chegando com
perigo.

Yuri entra e coloca fogo na partida

Aos 16 minutos do segundo tempo, o técnico Carlos Amadeu colocou Yuri no lugar de Brenner e o
jogo pegou fogo. Aos 18 da etapa complementar, o jogador recebeu lançamento em profundidade,
invadiu a área e assustou os ingleses.

Sai volante, entra atacante

O técnico Carlos Amadeu não estava de brincadeira. Ele ousou e tirou o volante Victor Bobsin
para colocar o atacante Helio Junio. O Brasil foi para o tudo ou nada.

Hat-Trick de Brewster!

Aos 31 minutos do segundo tempo, a seleção da Inglaterra encaminhou a vaga para a final do
Mundial sub-17. Foden arrancou pelo meio e abriu para Smith Rowe, que foi a linha de fundo e
cruzou para a área. A zaga deu bobeira mais uma vez e Brewster ficou livre para marcar o seu
terceiro gol na partida.

Brasil ficou abatido

Após sofrer o terceiro gol, a seleção brasileira se abateu e não conseguiu reagir. No segundo
tempo, a equipe comandada por Carlos Amadeu acabou perdendo a produtividade e o desgaste
físico ficou aparente.

Inglaterra veio embalada

A seleção da Inglaterra chegou à semifinal após uma boa sequência de resultados. Nas quartas,
os britânicos derrotaram os Estados Unidos por 4 a 1. Além disso, eles também passaram por
Chile (4 a 0), Iraque (4 a 0) e México (3 a 2).

Ficha Técnica
Brasil 1 x 3 Inglaterra

Data: 25 de outubro de 2017, quarta-feira
Horário: 9h30 (de Brasília)
Competição: Mundial sub-17
Local: Calcutá (Índia)
Árbitro: Ovidiu Hategan
Assistentes: Octavian Sobre e Sebastian Gheorghe
Cartões amarelos: Sessegnon, Oakley-Boothe (Inglaterra) e Brenner (Brasil)

BRASIL: Brazão, Wesley, Vitão, Lucas Halter e Weverson; Victor Bobsin (Hélio Junio), Marcos
Antônio, Alan Souza (Rodrigo Nestor), Brenner (Yuri) e Paulinho; Lincoln
Técnico: Carlos Amadeu

INGLATERRA: Anderson, Panzo, Guehi, Latibeaudier e Sessegnon (Eyoma); McEachran,
Hudson-Odoi, Foden (Kirby), Oakley-Boothe e Gibbs-White (Emily Smith Rowe); Brewster
Técnico: Steve Cooper