Conheça a computação em nuvem, o futuro da infraestrutura

As duas principais perguntas quando se pensa em computação em nuvem:

“As informações não molham em dia de chuva?” “Se não tiver nuvem no céu, as informações demoram para chegar?” Vamos responder essas questões agora, afinal o que é computação em nuvem ou cloud computing?

Computação em nuvem se trata de uma mudança que está remodelando o setor de TI. A virtualização ajudou as empresas a usar os recursos de hardware com mais eficiência.

O conceito computação em nuvem foi empregado pela primeiras vez em 2005 por Eric Schmidt, então CEO do Google. É a centralização da base de dados em grandes datacenters e a implementação da política de infraestrutura de rede, permitindo fornecer níveis adequados de serviços para as empresas e clientes.

Siga o Pop Notícias no Facebook, para acompanhar as novidades dos games e cultura pop

Possibilitando separar o software do hardware, os servidores são separados por serviços, se for preciso um servidor WEB, não é mais necessário comprar um equipamento completo e instalar um sistema operacional, com os demais recursos que não serão utilizados, basta contratar um servidor web, é o serviço do tipo “pague pelo serviço utilizado”. 

Computação em nuvem já é uma realidade, diversas formas de uso e novas aplicações surgem e a demanda por profissionais que entendam a mudança e preparem as organizações para esse novo mercado só aumenta.              

Mas quem  pensa que é só empresas que utilizam computação em nuvem, está errado, serviços como Google Drive, Dropbox e outros serviços de armazenamentos de rede, são considerado armazenamento em nuvem, pois está salvo nos servidores das empresas, até aquele e-mail salvo na caixa de entrada e pastas personalizadas na sua conta, estão salvos na nuvem.

Quais as vantagens da computação em nuvem

Custo benefício: A computação em nuvem elimina gastos com a compra de hardware, configurações de datacenters locais, eliminando custos com energia elétrica, refrigeração.

Velocidade: A maioria dos serviços é sob demanda, utilizando grandes recursos de computação, gerando assim mais velocidade de respostas as solicitações do usuário.

Escala Global: As informações são acessíveis em qualquer lugar do mundo na mesma velocidade do que acesso local, pois as empresas que fornecem computação em nuvem têm servidores em várias partes do mundo.

Segurança: Os provedores em nuvem têm um conjunto de políticas de segurança rígidos, fortalecendo a proteção dos dados.

Disponibilidade: As informações do cliente estão disponíveis a qualquer momento, sendo de responsabilidade da empresa contratante.

As desvantagens é a dependência da internet, sem internet não é possível acessar as informações, e que é um serviço custeado, dependendo do serviço e armazenamento contratado é um valor diferenciado.

CLIQUE AQUI PARA ADQUIRIR PLAYSTATION 5 COM PREÇO ESPECIAL

Para provar que não estão nas nuvens, estão bem firmes no chão, e não tem risco de molhar em dia de chuva, vamos fazer uma visita nos Datacenters do Google e da Microsoft, nos vídeos abaixo:

Datacenter Google 

Datacenter Microsoft

LEIA MAIS:

AMONG US: VEJA DICAS PARA APRENDER INGLÊS COM O GAME

GUILHERME BRIGGS É DUBLADOR CONFIRMADO EM GAME BRASILEIRO

PACER CHEGA EM PT-BR PARA PS4 E PC COM “TIME BRASILEIRO”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *