Prefeito de Catende é afastado suspeito de fraudar licitações

Filme sobre Edir Macedo lidera bilheteria com salas vazias
Malu Mader é dispensada da Globo após 35 anos

Prefeito de Catende é afastado suspeito de fraudar licitações

O Ministério Público de Pernambuco, a Polícia Civil e Militar realizam nesta quarta-feira (4), em Catende, na Mata Sul do Estado, a terceira etapa da Operação Gênesis. O objetivo é cumprir oito mandados de busca e apreensão, além do afastamento do cargo do prefeito Josibias Cavalcanti; do secretário de governo Alexandre Cavalcanti, que é filho dele; e de outros seis servidores públicos municipais.

De acordo com o Ministério Público, indícios de atos de improbidade sustentaram o pedido de afastamento do prefeito e demais agentes públicos. As provas foram obtidas depois da apreensão de documentos nas etapas anteriores da operação. Foram comprovadas práticas como fraudes em licitações, vendas de notas fiscais, contratação de empresas laranjas e malversação de recursos públicos.

Funcionários envolvidos

Além do prefeito e do secretário de governo, também exerciam papel de destaque a presidente da comissão permanente de licitação de Catende, Silvana de Melo, que combinava acertos financeiros com donos de empresas de fachada.

Além de serem impedidos de desempenharem as funções, os alvos da operação também foram proibidos pela justiça de entrar nas dependências da prefeitura, sob pena de multa de R$ 5 mil por dia em caso de descumprimento.

Outros detalhes da terceira etapa da operação gênesis serão divulgados ainda esta manhã.