Assassinos de vereador de Igarassu dizem que receberiam R$ 15 mil pelo crime

Micro-ônibus capota na BR-101 Sul próximo a vitarella, vários estudantes feridos e um morto
Morre a atriz Eloísa Mafalda

Assassinos de vereador de Igarassu dizem que receberiam R$ 15 mil pelo crime

Poucas horas após o corpo do vereador Luiz Cavalcante dos Passos (PTN) ter sido encontrado e os suspeitos terem confessado a execução, a polícia segue em busca do mandante do crime. O político de Igarassu foi sequestrado, na manhã desta quarta-feira, na Vila Saramandaia, onde morava. O corpo foi encontrado em um canavial às margens da BR-101, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal. O carro em que o legislador foi levado já foi localizado e está sendo periciado. Dois homens e uma mulher foram presos e confessaram o homicídio. Os suspeitos disseram à polícia militar que não sabiam quem era a vítima e que receberiam R$ 15 mil por sua morte.

Luiz Cavalcante tinha 71 anos. O enterro será nesta quinta-feira (17), às 11h, no Cemitério de Igarassu. Em 2016, foi eleito vereador do município pela sexta vez. Na manhã desta quarta-feira (16), o vereador saiu da residência e seguiu por cerca de 500 metros, sempre acompanhado do motorista particular, e parou numa rua próxima para cumprimentar uma pessoa conhecida. Os suspeitos se aproximaram em um carro branco e obrigaram a vítima a entrar no automóvel. O motorista testemunhou tudo. Por volta das 12h, o corpo do vereador foi encontrado com dois tiros na cabeça.

Os três suspeitos da execução foram detidos em Goiana e confessaram. Segundo informações preliminares, há três anos, o filho da vítima sofreu um atentado e foi atingido por disparos de arma de fogo, mas sobreviveu. De acordo com o Grupo de Operações Especiais, o crime foi premeditado.